Notícias

‘Cheias de Classe’ e ‘Novas classes dissecam indústria de fundos de investimento’

Matérias publicadas no jornal Valor Econômico de 06 de maio de 2015

A reportagem de capa do caderno de Investimentos ressaltou como a Classe LUZ, junto com outras classificações, vai além dos sistemas disponíveis hoje. Em desdobramento na parte interna do caderno, o jornal diário coloca a classe elaborada pela LUZ à frente do mercado: “A Classe LUZ já contempla estratégias que ainda vão estrear no mercado brasileiro, como o portfólio ‘smart beta’, uma estratégia passiva que usa índices customizados, ou ainda ETFs de renda fixa”, destacou o Valor.

Clique aqui para ver a matéria Cheias de Classe

Clique aqui para ver a matéria Novas classes dissecam indústria de fundos de investimento

Clique aqui para conhecer a Classe LUZ de Fundos de Investimentos  

17º Fórum de Investimentos – 21 de maio

Se você é um Investidor Institucional e quer saber mais sobre Estruturas de Gestão versus Custos do Fundo de Pensão, participe no dia 21 de maio do 17º Fórum de Investimentos da LUZ.

Evento gratuito e exclusivo para Investidores Institucionais.

Mande um email para forumdeinvestimentos@sbeventos.com e faça a sua inscrição.      

Associar funcionários fortalece os negócios

Matéria publicada no jornal O Estado de S. Paulo de 1 de março de 2015

Tornar colaboradores que têm desempenho destacado em sócios da empresa é uma fórmula que resulta na retenção de talentos e no fortalecimento de pequenas e médias empresas. Com 54 funcionários e 17 sócios, a Luz Soluções Financeiras nasceu em 1999, já com o propósito de adotar esse sistema, que nos Estados Unidos é chamado partnership.

Clique aqui para ver a matéria completa

Atrair, reter e associar talentos

Artigo escrito por Edivar Queiroz, CEO da LUZ Soluções Financeiras, divulgado no Jornal do Commercio (Fev/2015).

Com planejamento e organização, associar colaboradores é um caminho bem sucedido para manter na empresa talentos que são estratégicos para o crescimento e bom desempenho do negócio.

Clique aqui para ver a matéria completa